Assunto: Quem poderá salvar essa história???

Esta é a edição n. 10 do correio mensal de Paulo Santoro.
Peça para o programa EXIBIR IMAGENS, ou clique aqui para ver online.
Boa tarde, amigos!

No começo deste mês, perdemos o cineasta português Manoel de Oliveira. Além do talento, um exemplo de dedicação ao trabalho: tinha 106 anos e ainda criava. Escrevi abaixo um breve texto sobre um filme essencial que vocês deveriam assistir.

Caso ainda não conheça, dê uma olhadinha em historemas.com! Já são 7 contos publicados. Toda terça sai um novo. Satisfação garantida, ou lhe devolvo tudo o que você não pagou!

Gostaria também de mostrar alguns vídeos.

1) Resenha sobre o livro SEM LUGAR PARA SE ESCONDER, que fala sobre a coragem e a importância de Edward Snowden:

2) COMO ELA PODERÁ SE SALVAR??? Um breve vídeo acelerado (e animado) sobre os vídeos estarem em toda parte... :-)

3) ESTE VÍDEO NÃO VAI VIRALIZAR. Um vídeo que explica por que ele mesmo não vai viralizar.

A realidade tem mil tons de cinza. [historemas.com]
BREVIDADES

A Civilização e o Terror
Na ativa em idade bem avançada, Manoel de Oliveira não estava somente brincando. Não estava "cumprindo tabela". Em 2003, tinha 94 anos e estava atento à séria consternação mundial em decorrência dos ataques terroristas que tinham acabado de acontecer.

Por isso, fez UM FILME FALADO. Eu não quero dar muitos detalhes, para não correr o risco de estragar a experiência. Só me sinto forçado a dizer que o filme vai além das aparências e vale ser visto até o final. Seja como for, é belíssimo mesmo se o analisarmos somente pelas aparências. ;-)

Inteligente e impactante, UM FILME FALADO é ao mesmo tempo uma exaltação e um questionamento da Civilização. Essencial para pensarmos sobre o nosso tempo, especialmente do ponto de vista intelectual.

Veja o trailer: https://www.youtube.com/watch?v=Y6dMwakX2H4


O entusiasmo
Certa vez dois casais de amigos peregrinavam pelos espantosos museus da Europa.

As duas mulheres flutuavam de óleo a óleo, ilustrando-se. Os homens, engenheiros convictos, já haviam extraído a primeira impressão de tudo e estavam enjoados com a sequência insuperável de madonnas com bambinos.

Uma hora andavam as mulheres bem apartadas dos maridos quando então os reencontraram, vendo-os adiante finalmente entretidos em uma das salas de pinturas.

Não era El Greco nem Rembrandt, mas um equipamento sofisticado que funcionava em um canto, próprio para manter a umidade e preservar as obras de arte.

Fulano e Beltrano podem achar que esta é uma história de bizarrice e cegueira. Para Sicrano — e para os personagens da história — o sentido é diferente. Feliz é quem encontra seu entretenimento no meio um mar de tédio. O entusiasmo espontâneo é a grande arma do homem na busca da felicidade.

E algo me diz que o tal aparelho seria a principal atração para Leonardo da Vinci, se ele ressuscitasse para visitar o museu...
Trocadilhos têm existência própria. Pensei em um, joguei no Google e saíram 2.970 resultados.
VLOG
MEUS VÍDEOS

Deem uma olhada no meu canal e assinem! :-)

O AUTOR
Paulo Santoro é escritor, dramaturgo e criador de jogos.

Sua estreia no Teatro aconteceu em 2004, com a peça O canto de Gregório, que foi dirigida por Antunes Filho com o Grupo de Teatro Macunaíma. Este espetáculo foi posteriormente remontado pelo Grupo Magiluth.

Também no Teatro, foi autor de A mulher que ri, Plínio contra as estrelas e Carina está viva. Sua peça O fim de todos os milagres, ainda inédita no palco, foi publicada em português e espanhol.

Lançará em 2015 seu primeiro romance, A vida longa dos vermes.
Jogo de tabuleiro

Em 2012, foi publicado meu jogo de tabuleiro Deterrence, que tematiza a corrida armamentista durante a Guerra Fria. Eu o transformei em um novo jogo, que usa apenas cartas, e será lançado em breve como Deterrence 2X62. Mais novidades em breve!
Assine esta mensagem

Se você ainda não assina este meu correio mensal, clique aqui para vê-lo online e então aperte o botão "Assinar" no alto da tela. Claro que é totalmente GRATUITO. :-)
Like Twitter Forward
    Loading...